Esclarecimento Praia D. Ana

By 3 Agosto 2015

Na sequência das notícias que têm vindo a público nos últimos dias acerca da Praia D. Ana em Lagos é dever da Associação Bandeira Azul da Europa prestar esclarecimentos sobre as diversas considerações e afirmações difundidas sobre a Bandeira Azul nessa praia. 

Tem sido posta em causa a atribuição e manutenção da Bandeira Azul à praia D. Ana em Lagos na sequência das intervenções realizadas para alimentação do areal, numa extensão de cerca de 40 metros a construção de um esporão para retenção de sedimentos e a consolidação de arribas.

Esclarece-se que a ABAE entende não haver base, no quadro dos critérios aplicáveis internacionalmente para a atribuição deste galardão, para retirar o galardão a qualquer das praias alvo de intervenções de alimentação de areia ou reconstrução dunar pois a geomorfologia da praia para além de não ser objecto de nenhum dos referidos critérios, não põe em causa a qualidade da
zona balnear. 

As intervenções na praia da D. Ana, assim como em outras praias do país, foram apresentadas e estavam devidamente programadas aquando das candidaturas ao galardão Bandeira Azul (Fevereiro) tendo o Júri Nacional decidido que a atribuição da Bandeira Azul nestas praias ficaria condicionada à efectiva conclusão das intervenções até e a simultânea verificação do integral cumprimento dos critérios.

Deste modo a Associação Bandeira Azul da Europa esclarece que a intervenção verificada na praia D. Ana (que não foi única no País) surge na sequência da avaliação realizada pelas entidades responsáveis às zonas costeiras mais sensíveis e particularmente expostas a uma erosão severa por acção dos factores naturais oceânicos. Assim e para garantir a segurança das populações e criar ou recuperar condições de uso das praias em segurança, decorreram e estão em curso as intervenções previstas.

Com relação à decisão da Quercus em retirar o galardão que atribuiu a essa praia estranha-se tal procedimento pois tanto quanto é do conhecimento publico o galardão em causa apenas se refere à qualidade da água balnear
que não foi posta em causa com a intervenção ocorrida. 

Recorda-se ainda que o galardão Bandeira Azul, símbolo de referência da qualidade ambiental que os portugueses reconhecem, é atribuído anualmente às praias e aos portos de recreio que cumpram um conjunto de critérios de natureza ambiental, de segurança e conforto dos utentes e de informação e sensibilização ambiental num total de 32 critérios para as praias. (Disponível para consulta em www.abae.pt), sendo que a manutenção da Bandeira Azul em qualquer praia é significado da manutenção da qualidade e cumprimento dos critérios impostos pela Bandeira Azul.


Associação Bandeira Azul da Europa, secção portuguesa da Fundação para a Educação Ambiental
Catarina Gonçalves
X