1º Encontro Ibérico Eco-Universidades

By 24 Novembro 2016

A Universidade do Minho acolheu ontem o primeiro Encontro Ibérico das Eco-Universidades. A iniciativa, inserida na programação de Braga Capital Ibero-Americana da Juventude, juntou representantes de vários institutos politécnicos e universidades, portuguesas e espanhóis, com o propósito de partilhar experiências decorrentes da implementação do programa Eco-Escolas ao nível do ensino superior.

“Com esta iniciativa pretendemos criar condições para aumentar o número de instituições de ensino superior participantes no programa Eco-Escolas e promover uma troca de experiências entre estabelecimentos do ensino superior que já estão, ou ponderam vir a aderir, ao projecto”, referiu Altino Bessa, vereador do Ambiente do Município de Braga, sublinhando o papel “extremamente importante da educação para o desenvolvimento de projectos ambientais estruturados”.

Na sessão de abertura do encontro, a vereadora da Juventude, Sameiro Araújo, explicou que o mesmo resultou de um repto lançado a todo o universo municipal no sentido de se realizarem iniciativas enquadradas na Capital Ibero-Americana da Juventude. “As questões ambientais assumem proporções a nível global, por isso, a educação para o ambiente nas escolas deve ser uma prioridade tendo em vista um desenvolvimento sustentável”, vincou a autarca.
Para além da partilha de experiências, este encontro possibilitou a criação de grupos de trabalho que se debruçaram sobre a adaptação do projecto Eco-Escolas a estabelecimentos de ensino superior.

Portugal encontra-se entre os países pioneiros. a par da Irlanda, Islândia, Letónia e Rússia, que, no âmbito da Foundation for Environmental Education (FEE), já alargaram o conceito Eco-Escolas ao ensino superior. Neste nível de ensino, o projecto partilha da mesma metodologia participativa aplicada nos outros graus, visando, igualmente, o incremento da sustentabilidade ambiental no quotidiano destas instituições.

Além de Altino Bessa e de Sameiro Araújo, o arranque dos trabalhos deste encontro ibérico das Eco-Universidades contou com a presença de Margarida Gomes, coordenadora nacional do projecto Eco-Escolas, e que integra a Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE), e do vice-reitor da Universidade do Minho, Paulo Ramísio.

Retirado de Correio do Minho em http://www.correiodominho.com/noticias.php?id=97856

Outras notícias sobre o mesmo encontro em:

http://bragatv.pt/?p=6634 

e no Diário do  Minhodm_19_10_2016-pag-6-i-encontro-iberico-das-eco-universidades